(Getty Images/Divulgação)

Considerado um dos principais atacantes ingleses em potencial, Daniel Sturridge tem apresentado um futebol abaixo do esperado. Sofrendo com lesões constantes, o atleta há algum tempo não tem se destacado.

Suas últimas aparições têm causado estranhamento até mesmo naqueles que conviveram de perto com o jogador. O seu ex-companheiro e ídolo dos Reds, Jamie Carragher, hoje comentarista do canal britânico Sky Sports, disse: “Sturridge é um jogador completamente diferente agora do quando ele veio pela primeira vez para o Liverpool. Eu não sei se o seu ritmo desapareceu completamente ou se ele está preocupado com lesões”.

As críticas do ex-jogador dos Reds aconteceram após a derrota por 1 a 0 para o Southampton, que tirou o Liverpool da final da Copa da Liga Inglesa. Na partida, Sturridge perdeu duas ótimas chances no segundo tempo. Já no empate em 1 a 1 com o Chelsea, o atacante permaneceu no banco durante os 90 minutos, colocando um ponto de interrogação sobre o seu papel de protagonista no time.

As estatísticas de rastreamento físico reforçam o argumento de que o ritmo de jogo de Sturridge agora é um problema, e os números são preocupantes para os torcedores que esperam que ele decida as partidas.

O dado mais crítico é com relação a intensidade de jogo do atacante. Além do número de arranques por jogo ser menor, a sua velocidade máxima tem diminuído nas últimas quatro temporadas.

Na temporada de 2013/14, quando ele foi um dos principais responsáveis pela ótima campanha dos Reds, o seu ritmo era uma característica fundamental. Em 13 de suas aparições naquela jornada, ele produziu sprints de mais de 33 km/h, sendo o jogador mais rápido do Liverpool em oito jogos da Premier League.

(Sky Sports/Divulgação)

Mas nas três temporadas desde então, a história tem sido muito diferente. Nem uma vez Sturridge atingiu velocidades de 33 km/h em um jogo da Premier League.  Em 2016/17, o seu melhor arranque foi de apenas 28km/h.

Muito dessa perda de velocidade pode ser explicada com as lesões. Segundo dados do Transfermarket, desde que chegou ao Liverpool, em janeiro de 2013, Sturridge já sofreu com 10 lesões diferentes. Ao todo, o jogador já ficou de fora de 81 jogos por problemas físicos, totalizando 457 dias de estaleiro no departamento médico do clube.

Todos esses dados negativos refletem na sua principal função, a de fazer gols. Nas últimas três temporadas somadas, Sturridge anotou apenas 24 gols pelo Liverpool. Número inferior à jornada de 2013/14, quando anotou 25 gols somando todas as competições, ficando atrás apenas de Suárez no futebol inglês.

Aos poucos, uma das principais estrelas do Liverpool vai perdendo o seu espaço. Muito por conta dos problemas físicos, a venda de Daniel Sturridge na próxima janela já é vista como um bom negócio por muitos. Para voltar a ser considerado um jogador top de linha, o atleta precisa se manter bem fisicamente. Talvez esse seja o maior desafio da carreira do atacante.

1 COMMENT

LEAVE A REPLY