Quem assistiu à goleada do Manchester City por 7 a 2 contra o Stoke percebeu que o ataque dos Citizens está em uma fase incrível. Toques rápidos na bola, passes certeiros e subidas ao ataque com muitos jogadores, bem no estilo de jogo que Pep Guardiola tanto gosta.

E, entre os jogadores que ajudam a movimentar a parte ofensiva da equipe, existe um que merece muito destaque: o belga Kevin De Bruyne. Nos sete gols marcados pelo Manchester City, De Bruyne participou de quatro deles.

Deu duas belíssimas assistências para Leroy Sané e Gabriel Jesus no segundo tempo, além de ter contribuído na criação das jogadas dos dois primeiros tentos da partida, anotados por Gabriel Jesus.

O meia acertou 91% de seus passes e participou ativamente na partida: movimentou-se em todos os três terços do campo, seja buscando a bola no campo de defesa para iniciar jogadas como encostando na área adversária e criando linhas de passes.

Aliás, uma belíssima maneira de celebrar seu centésimo jogo pelo clube.

Desde sua chegada na temporada 2015-2016, Kevin De Bruyne se tornou protagonista do ataque do Manchester City.

Sua presença no meio de campo ao lado de David Silva é muito importante para o desenvolvimento do jogo da equipe, e as estatísticas ajudam a comprovar essa afirmação.

Na lista dos 10 jogadores que mais passam na liga, fornecida pelo próprio site da Premier League, metade é composta por jogadores da equipe comandada por Pep Guardiola: Nicolás Otamendi, Fernandinho, David Silva, Kevin De Bruyne e John Stones.

(Sim, dois zagueiros! Sinal da importância que Guardiola dá para a saída de bola trabalhada desde o campo de defesa).

Entretanto, o que difere De Bruyne do resto é a sua contribuição para a criação de jogadas importantes. De acordo com dados do Squawka, o belga tem uma precisão de 85% dos passes.

No ataque, deu 5 assistências e 21 passes importantes na liga até agora. Os passes importantes são aqueles que colocam o companheiro em situação de gol, mas não são convertidos – ele lidera a liga nesse quesito.

Somando as assistências com esses tipos de passe, Kevin De Bruyne chega ao número de 26 chances criadas na Premier League em 8 jogos disputados, uma média de pouco mais 3 chances criadas por jogo.

Baseando-se nos números, o belga é quem mais cria oportunidades de gol na liga. Em segundo vem David Silva, com 24, e depois Henrikh Mkhitaryan, com 23. De Bruyne também é um dos que mais cruzam no campeonato, com 56 cruzamentos realizados.

Leia mais

Domínio no meio de campo

Por fim, além dos passes, existe outro fator muito importante para o domínio de De Bruyne na liga: as disputas de bola ganhas.

Segundo o Squawka, o belga conseguiu executar 75% de seus dribles até agora no campeonato, e venceu 57% das disputas aéreas e 32% das divididas.

Isso mostra que Kevin não é apenas um criador, mas também é capaz de vencer disputas no meio de campo para conseguir colocar seus companheiros em boas condições. Obviamente, defender não é sua função primária, mas isso aumenta seu repertório.

Um exemplo é a assistência para Gabriel Jesus no último jogo, o quarto do City, em que rouba a bola do adversário, avança no campo e faz o lançamento para o brasileiro completar.

Gabriel Jesus, após o jogo contra o Stoke, disse que os jogadores do elenco são “sortudos de tê-lo no time”. Bernardo Silva colocou o meia como “um dos melhores jogadores do mundo”. Será que o belga conseguirá ser o melhor jogador do campeonato?

LEAVE A REPLY