Paisley e uma das várias taças conquistadas sob o seu comando! (Foto: Getty)

Você, jovem torcedor do Liverpool, deve se lembrar de Rafa Benítez, Brendan Rodgers, Kenny Dalglish, Roy Hodgson e, agora recentemente, Jürgen Klopp no comando técnico dos Reds. Mas já parou pra pensar quem foram os maiores treinadores do clube no passado?

Pois bem, hora de relembrar a grande trajetória de Bob Paisley: o técnico mais bem sucedido da história do Liverpool. O lendário treinador inglês é também considerado um gigante em todo o contexto histórico do futebol. Sabe por que? Fica aí que eu te conto essa história agora!

Leia mais:
Conheça Ian Rush, o maior artilheiro da história do Liverpool
– Jürgen Klopp: o excêntrico apaixonado pelo futebol

– Conheça a história de “You’ll never walk alone”

Antes de falarmos um pouco de Bob Paisley treinador, vamos dar uma pincelada na trajetória de Bob Paisley jogador, auxiliar técnico e…. fisioterapeuta! Sim, ele também foi fisioterapeuta no Liverpool!

Robert Paisley nasceu em uma cidadezinha de apenas 14 mil habitantes lá no extremo nordeste da Inglaterra: Hetton-le-Hole. Ok, vamos facilitar um pouco a localização, né? O município fica na região de Tyne and Wear, onde estão localizadas as cidades de Newcastle e Sunderland. Os dois rivais que tanto conhecemos!

Bob iniciou a sua carreira como jogador de futebol bem jovem, em um clube de pouca expressão chamado Bishop Auckland. Assim como manda a cartilha de qualquer jovem promessa, ele logo atraiu os olhares de um certo clube vermelho da terra dos Beatles.

Em 1939, então, Paisley se transferiu para o Liverpool. O seu primeiro e único clube profissional da carreira.

Bob Paisley (à esquerda) em seus tempos de jogador (Foto: Pinterest)

O ano de 1939, entretanto, foi o pontapé do conflito bélico mais conhecido da história da humanidade: a Segunda Guerra Mundial. Bob Paisley, com apenas 19 anos, serviu o exército britânico no 73º Médio Regimento da Artilharia Real.

O setor é uma espécie de linha de frente nas guerras. E para os integrantes das forças armadas de plantão aqui do Brasil: é como se fosse a infantaria da Inglaterra.

O jovem Paisley sobreviveu à guerra, voltou pra casa e só estreou com a camisa dos Reds na temporada 1946/47. E podemos falar que ele foi um tremendo de um pé quente, pois o Liverpool se sagraria campeão da elite inglesa naquela season.

Só ali dava pra gente imaginar que a carreira de Bob Paisley iria ser um sucesso, né? O até então jovem defensor inglês se firmou como titular do Liverpool e se tornou capitão da equipe. Foram 253 partidas disputadas e 10 golzinhos marcados. E bom. O título de 47 foi o único da carreira como jogador. Mas o melhor estava por vir…

Bob pendurou as chuteiras em 1954, após honrar o manto vermelho por aproximadamente 16 anos. Só que a sua relação com o Liverpool não acabaria ali. O ex-defensor começaria uma nova carreira como fisioterapeuta autodidata! Paisley costumava dizer que poderia diagnosticar a lesão de um atleta só de olhar. Meus amigos… que confiança, hein?

Paisley largou a fisioterapia e tornou-se auxiliar técnico do time principal de 1959 a 1974. Ele fez parte da comissão de outro lendário comandante do Liverpool: o aclamado Bill Shankly.

Juntos conquistaram a Inglaterra e a Europa! E Bob não poderia ter tido um berço de aprendizagem melhor.

Bill Shankly (à direita) e o seu sucessor, Paisley (Foto: Getty)

Shankly anunciou a sua aposentadoria em 74 e Bob Paisley foi imediatamente indicado como sucessor ao cargo, embora tenha demonstrado uma certa relutância no início. O novo comandante dos Reds, entretanto, tinha nada a temer. Afinal, ele conhecia toda a estrutura do clube. E também conhecia os jogadores com os quais conviveu na época de auxiliar.

Bob ficou conhecido por uma filosofia de jogo que conquistou o mundo entre 1974-1983. “Ter a bola e a velocidade”, ele dizia. E foi assim que os rapazes de Liverpool se tornaram os reis da Inglaterra e da Europa durante o período.

Nada de tiki-taka, posse de bola e calma para chegar ao gol adversário. O Liverpool de Paisley era fulminante e mortal. Conhecido por contra-ataques velozes, bolas esticadas e lançamentos longos, os Reds atormentaram defesas.

Entre as principais estrelas desse esquadrão imortal estavam o meia-atacante Kenny Dalglish, o centroavante Ian Rush, o defensor Phil Neal e o goleiro Ray Clemence.

O bom trabalho de Paisley também vinha de dentro do vestiário. O técnico bonachão era conhecido por manter um clima agradável extra-campo. Ele sabia conversar com os jogadores da maneira correta. E também sabia cobrar. Sem ser rude ou desrespeitoso.

Naquela época não tinha pra ninguém. Os Reds lideravam absolutos na terra da Rainha. Os únicos clubes que batiam de frente com a armada vermelha eram o Nottingham Forest de Brian Clough, o Aston Villa de Ron Saunders e, nas temporadas 1975-76 e 1976-77, o Manchester United de Tommy Docherty.

Foram 9 anos sob o comando do clube, 6 títulos de Campeonato Inglês, 3 Champions League, 1 Liga Europa e 3 Copas da Liga Inglesa. Um currículo de dar inveja em qualquer treinador da história do futebol!

Paisley e o seu esquadrão imortal, em 83. O ano de despedida (Foto: Liverpool Echo)

Paisley anunciou a sua aposentadoria em 1983 após 44 anos de serviços prestados no clube como treinador, auxiliar, fisioterapeuta e atleta profissional. Ele foi substituído por Joe Fagan. O icônico treinador inglês nos deixou no dia 14 de fevereiro de 1996, aos 77 anos. Entre outras complicações de saúde, Paisley sofria do Mal de Alzheimer.

Carlo Ancelotti e Bob Paisley são os únicos treinadores da história a terem erguido três taças de Champions League durante a carreira. O italiano ganhou duas edições com o Milan e outra com o Real Madrid. Já o inglês, sempre fiel ao seu único clube, conquistou a Europa defendendo as cores do Liverpool em todas as ocasiões.

Paisley fez história. Sobreviveu a Segunda Grande Guerra. Passou toda a sua carreira profissional em Liverpool. Conhecia cada milímetro quadrado do clube. Cada característica, atributo e fraqueza dos seus atletas. E por isso foi rei. Foi protagonista da melhor era da história do time.

Os anos dourados do Liverpool brilharam sob a tutela do bonachão e sempre carismático Robert Paisley.

Bob Paisley (1974-1983)

  • Campeonato Inglês (6): 1975-76, 1976-77, 1978-79, 1979-80, 1981-82, 1982-83.
  • Champions League (3): 1976-77, 1977-78, 1980-81.
  • Europa League (1): 1975-76.
  • Copas da Liga (3): 1980-81, 1981-82, 1982-83.
  • Supercopa da UEFA (1): 1977.

1 COMMENT

LEAVE A REPLY