A Premier League 2017/18 tem sido sensacional quando o assunto é bola na rede. Com muitos atacantes goleadores e de classe mundial, a média de gols por partida é de 2,47 – um número elevadíssimo se comparado a outras temporadas neste mesmo período.

Entretanto, muitos jogadores que conhecem o caminho das redes ainda buscam a sua melhor forma e passaram em branco nas primeiras sete rodadas. Listamos alguns deles.

Christian Benteke: Seis jogos disputados

Benteke está igual ao seu clube: sem marcar um gol sequer na Premier League 2017/18. O atacante belga foi fundamental na permanência do Crystal Palace na Premier League em 2016/17, marcando 15 gols em 36 jogos.

Nesta temporada, Benteke ainda não encontrou o caminho das redes. Já são 522 minutos na Premier League sem fazer um único gol, e este tempo irá se manter pelo menos até novembro, que é o mês previsto para o retorno do belga, atualmente lesionado.

Benteke ainda não conseguiu abrir sua contagem nesta Premier League. (Foto: Getty Images)

Wilfried Bony: Quatro jogos disputados

O que tem acontecido com Wilfried Bony? O atacante marfinense não é nem de longe aquele goleador da temporada 2013/14, onde terminou a Premier League com 17 gols em 34 jogos.

Após períodos mal-sucedidos no Manchester City e no Stoke, Wilfried foi repatriado pelo Swans, no entanto ainda busca a sua melhor forma. São 170 minutos sem balançar as redes.

Bony foi trazido de volta para tentar recuperar sua melhor fase. (Foto: Premier League)

Kelechi Iheanacho: Cinco jogos disputados

Antes da Premier League 2017/18 começar, Iheanacho tinha a melhor média de gols por minuto na história da competição: balançava as redes a cada 106,5 minutos jogado. Mas isso mudou após sua transferência para o Leicester City.

Sua função ainda é a mesma: continua entrando ao decorrer das partidas, assim como fazia no City – muito por conta da excelente fase de Vardy. Porém, o nigeriano já está a 126 minutos sem comemorar um único tento, pelo menos na liga principal.

Na Premier League 2, Iheanacho disputou uma partida, marcando um gol.

Iheanacho ver Vardy em excelente fase e ainda não se encontrou no Leicester. (Foto: Getty Images)

Sandro Ramírez: Cinco jogos disputados

Sandro foi o maior artilheiro sub-21 entre as principais ligas européias na temporada passada. Ele marcou 14 gols, mostrando um faro aguçado, que o fez ser contratado pelo Everton.

Porém, o espanhol não tem repetido o sucesso anterior até aqui. Foram cinco jogos, 217 minutos em campo, e nenhum gol marcado.

Cria do Barcelona, Sandro ainda não marcou na Premier League. (Foto: Getty Images)

Andy Carroll: Quatro jogos disputados

Carroll está longe de ser aquele goleador do Newcastle que despertou o interesse do Liverpool, a tal ponto de valer 40 milhões de libras.

Desde a temporada 2010/11, ele não marca 10 vezes ou mais pela Premier League. Porém o centroavante inglês sempre faz gols importantes no West Ham, o que não aconteceu ainda nesta Premier League.

São 316 minutos sem fazer a torcida dos Hammers comemorar.

Carroll ainda está devendo nesta temporada. (Foto: Getty Images)

Murray foi fundamental na campanha de acesso do Brighton, na temporada passada. Foram 45 jogos e 23 gols marcados, se tornando assim um dos pilares do time recém-promovido.

Mas nesta temporada o atacante inglês não tem sido tão importante para os Seagulls. Murray atuou em cinco partidas até aqui, quatro delas saindo do banco de reservas. São 130 minutos em campo sem marcar um gol sequer.

Fundamental na temporada passada, Murray quer desencantar. (Foto: Empics Sport)

Elias Kachunga: Sete jogos disputados

Kachunga, assim como Murray, também foi peça fundamental no seu time na campanha do acesso. Pelo Huddersfield, o atacante marcou 12 gols na Championship 2016/17, mas ainda não deixou a sua marca na Premier League.

Ele já soma 578 minutos em campo, tendo atuado em todas as sete partidas do time até aqui.

Homem de confiança do técnico, Kachunga precisa mostrar serviço. (Foto: Reuters)

Dwight Gayle: Seis jogos disputados

Gayle foi o terceiro maior artilheiro da Championship 2016/17 com 23 gols. O atacante conduziu os Magpies ao título da liga e ao retorno para a divisão de elite do país.

Nesta temporada, são 182 minutos sem marcar um único gol. A seca já começa a preocupar o inglês.

Gayle está em busca do seu primeiro gol na Premier League. (Foto: Rex Features)

Alexis Sánchez: Cinco jogos disputados

Alexis Sánchez esteve envolvido numa das maiores novelas da última janela de transferências. O chileno pediu para ser transferido e o City era o provável destino, mas Wenger segurou a sua principal estrela e ele deve sair de graça em janeiro.

Sánchez foi fenomenal na temporada passada, tendo marcado 24 gols pelos Gunners. Na atual edição, já soma 274 minutos em jejum e vê o seu parceiro Lacazette de bem com a vida. No entanto, o jejum não deve durar muito tempo.

Sánchez precisa recuperar a excelente forma da temporada passada. (Foto: Getty Images)

Michy Batshuayi: Quatro jogos disputados

Batshuayi é o atacante mais “tranquilo” desta lista. O belga já marcou cinco gols na temporada, entre partidas pela Copa e também pela Liga dos Campeões.

Na Premier League, ainda não teve a oportunidade de inaugurar as redes. São 99 minutos – o menor tempo entre os atacantes citados – em branco.

Batshuayi tem sido um reserva de luxo no Chelsea. (Foto:Getty Images)

Heung-Min Son: Seis jogos disputados

Son esteve em alta na temporada passada. Mesmo vendo Harry Kane marcar 29 gols e ser o artilheiro da Premier League, o sul-coreano ainda assim balançou as redes em 14 oportunidades.

Nesta edição, apesar de ter marcado um gol em partida válida pela UEFA Champions League, tem 206 minutos em branco na Premier League.

Um dos destaques na temporada passada, Son ainda não marcou um gol sequer na Premier League. (Foto: Getty Images)

LEAVE A REPLY