A equipe do PL Brasil separou uma série de posts de dez atletas que você nem se lembra que atuaram no futebol inglês. O post de hoje é sobre os jogadores que passaram pelo West Ham e temos dez nomes que você provavelmente nem sabia que tinham vestido o uniforme dos Hammers.

Joe Cole

(Getty Images)

O atacante Joe Cole é uma das principais revelações da base do West Ham, conhecida na Inglaterra como “A Academia”. Estreou na equipe principal com apenas 17 anos, em janeiro de 1999, no mesmo ano em que ajudou o time a ser campeão da FA Youth Cup (Copa da Inglaterra sub-20).

Em cinco temporadas com os Hammers, virou referência da equipe, tendo disputado 126 partidas. Em 2003, foi eleito o jogador do time no ano, mas viu o clube ser rebaixado. No fim da temporada, foi vendido por apenas 6,6 milhões de libras para o rival da cidade Chelsea. Entre 2012 e 2014, retornou ao clube, atuando por mais de 30 partidas.

Michael Carrick

(Crédito: MARK PAIN)

Outra cria da casa, o volante Michael Carrick era uma das grandes promessas da “Academia”. Em 1999, foi campeão da FA Youth Cup (Copa da Inglaterra sub-20), ao lado de Joe Cole, marcando duas vezes na final da competição.

Logo no seu início na equipe profissional, enfrentou algumas lesões, mas foi eleito o melhor jogador jovem do time na temporada, fato que se repetiu no ano seguinte.

Em 2003, o West Ham acumulou uma péssima campanha e foi rebaixado. Carrick resolveu ficar no clube, que chegou aos play-offs, mas perdeu para o Crystal Palace na grande final. Frustrado, acabou se transferindo – vários clubes brigaram pela sua contratação – para o Tottenham, por apenas 3,5 milhões de libras.

Rio Ferdinand

Quando a base do West Ham é elogiada por suas grandes revelações não é a toa. Um dos grandes nomes formados no clube é do zagueiro Rio Ferdinand. O jogador fez sua estreia em 1996 e, no ano seguinte, ganhou o prêmio de melhor jogador jovem do time na temporada.

A partir daí, foi só sucesso dentro de campo e mais de 120 jogos disputados. Foi vendido ao Leeds em 2000 por 18 milhões de libras, um recorde na Premier League, se tornando o zagueiro mais caro da história até então.

Davor Suker

Com passagens por Sevilla, Real Madrid e Arsenal, o croata Davor Suker, que foi um dos grandes nomes da Copa do Mundo de 1998, reforçou o West Ham em 2000.

Já na reta final de sua carreira, teve dificuldades pra ganhar oportunidades no time titular e marcou apenas 2 gols em 11 jogos. Foi para o futebol alemão no ano seguinte.

Jermain Defoe

Com passagem pela base do Charlton, Jermain Defoe se transferiu para o West Ham com 16 anos, em 1999, mas a saída polêmica rendeu 1,6 milhões de libras aos cofres dos Addicks. Em 2000, foi emprestado ao Bournemouth, tendo marcado 18 gols em 28 jogos, sendo em dez partidas consecutivas.

Depois da ótima marca, voltou com moral aos Hammers e balançou as redes 14 vezes em 39 jogos, apesar de ser reserva. Em 2003, o West Ham foi rebaixado, e o jogador assinou uma carta de intenção de deixar o clube, o que gerou a ira dos torcedores.

O jogador acabou jogando parte da segunda divisão – foram 11 gols em 19 jogos – mas após problemas de comportamento e a recusa em renovar contrato, se transferiu para o Tottenham por 7 milhões de libras.

Fredrik Ljungberg

West Ham Ljunberg

Ídolo do Arsenal, o sueco Ljungberg se transferiu para o West Ham em 2007, após nove anos vestindo branco e vermelho. Pelos Hammers, começou logo sendo capitão, na derrota para o Manchester City.

No entanto, atuou só em mais 24 partidas e, depois de uma lesão, deixou o clube no início da temporada seguinte, após ficar apenas um dos quatro anos de contrato.

Glen Johnson

Mais uma cria da base do West Ham, Glen Johnson teve dificuldades para chegar ao time profissional, sendo emprestado para o rival Millwall, mas logo voltou e fez sua estreia em janeiro de 2003.

No entanto, meses depois, os Hammers foram rebaixados, após um empate fora de casa, e Glen Johnson foi um dos que deixaram o clube. O defensor acertou com o Chelsea, que pagou 6 milhões de libras pelo atleta.

Ilan

Campeão brasileiro com o Atlético-PR em 2001 e integrante da seleção brasileira que disputou a Copa das Confederações em 2003, Ilan se transferiu para o Sochaux e, em seguida, para o Saint-Étienne.

Em fevereiro de 2010, o jogador ficou livre no mercado e assinou por seis meses com o West Ham. Com quatro gols em 11 jogos, foi dispensado do clube no meio do ano e se transferiu para o Internacional.

Manuel Almunia

Encostado no Arsenal, após ser titular por algum tempo, Almunia foi emprestado ao West Ham em setembro de 2011, depois da séria lesão no joelho do titular Robert Green. O goleiro espanhol assinou por apenas um mês e fez quatro jogos, retornando aos Gunners pouco tempo depois.

Frank Lampard 

Não poderia faltar ele. Muitos não sabem, mas Frank Lampard, ídolo do Chelsea, começou sua carreira em outro clube de Londres. O futebol está no gene da família Lampard, já que seu pai também foi jogador de futebol, também atuando no West Ham.

Foi emprestado ao Swansea em 1995, mas logo voltou ao clube londrino, estreando nos profissionais na temporada seguinte, sendo treinado pelo seu tio Harry Redknapp. O início foi complicado para o garoto, que sofria com a pressão por ser filho de um ex-jogador famoso.

Lampard se preocupou em jogar bola e, com o tempo, conquistou o respeito da torcida. Foram 24 gols em 148 jogos, além do quinto lugar na Premier League de 1998/1999, a posição mais alta do time desde a criação da nova liga.

Quando seu tio e seu pai deixaram o clube em 2001, resolveu tomar seu rumo, se transferindo ao Chelsea por 11 milhões de libras.

Menções honrosas à dupla Mascherano e Tevez (não entrou na lista porque muitos sabem que eles jogaram no WH), aos brasileiros Wellington Paulista (ele não atuou profissionalmente, só jogou pelo time “reserva”) e Nenê, além de Pablo Armero, Slaven Bilic (técnico do West Ham) e John Carew.

Viaje neste mapa pelas cidades e estádios da Premier League!

SHARE
Ex-Esporte Interativo e ex-trainee do Estadão, formado em Jornalismo e Sociologia. Apaixonado pela Premier League. Twitter: @pedrohnramos

1 COMMENT

LEAVE A REPLY