Ian Rush e Kenny Dalglish (Foto: Reprodução/Talk Sport)

Você costuma assistir a jogos do Liverpool? Já percebeu que Kenny Dalglish está sempre acompanhado deste homem acima nas tribunas especiais de Anfield? Pois é. Estamos falando do maior artilheiro da história dos Reds: Ian James Rush. Com duas passagens pelo clube da terra dos Beatles, o bigodudo Ian Rush com certeza está entre os melhores jogadores que um dia vestiram a camisa dos Liverpool. Hora de falar um pouquinho sobre a carreira desta lenda!

Veja mais:

Os 7 maiores públicos da história do futebol inglês
Conheça a história de “You’ll Never Walk Alone”
Dicionário do futebol inglês: Traduzimos 40 expressões para você entender melhor

Nascido na pequeníssima cidade de St. Asaph, no País de Gales, Ian Rush iniciou a sua carreira futebolística no modesto Chester City, da Inglaterra. Em apenas uma temporada pelo clube do condado de Cheshire, o jovem atacante logo logo despertou a atenção do Liverpool em 1980. Os Reds despontavam como uma das maiores potências do futebol europeu naquela época.

Sabe aquela história de se adaptar ao time? Aos costumes e cultura do país novo? Rush precisou de apenas seis meses para se firmar na equipe titular e se tornar o principal atacante do Liverpool. E tudo isso com apenas 20 anos de idade!

Rush participou pouco da campanha que culminou no título da Champions League de 1980/81, mas, na temporada 1981/82, a segunda pela equipe vermelha, marcou 30 gols em 49 partidas disputadas. Agora, como peça chave da equipe, ajudou o Liverpool a vencer o Campeonato Inglês e a Copa da Liga Inglesa.

Rush e seu simpático bigode (Foto: Reprodução/Talk Sport)

Além do clássico bigode, o centroavante galês ficou conhecido pelo incrível faro de gols. Rush não era um atacante plástico e habilidoso, mas sabia finalizar como ninguém. Seu posicionamento na pequena área era de dar inveja em qualquer um. Sem falar da velocidade nos contra-ataques, marca registrada daquele fulminante Liverpool do técnico Bob Paisley. De direita, de canhota, de cabeça, de cobertura, rasteiro, no ângulo… o homem era imparável!

Rush fez parte de um dos melhores esquadrões da história do futebol.  Ao lado de Kenny Dalglish, Phil Neal, Kevin Keegan e Ray Clemence, o Liverpool conquistou a Inglaterra e a Europa dos anos 80 com o seu futebol em alta velocidade, incisivo e mortal.

O Esquadrão Imortal de Liverpool (Foto: Reprodução/Football Monthly)

Os gols de Ian Rush alegraram a torcida do Liverpool até 1987. Em sete anos, conquistou duas Champions League, quatro Campeonatos Ingleses, quatro Copas da Liga Inglesa e uma Copa da Inglaterra. Foi quando se transferiu para a Juventus. Rushie acreditava que os melhores jogadores do mundo estavam no calcio. E por isso foi pra lá.

A aventura não durou mais que uma temporada. Em 1988, após não se adaptar ao novo estilo de jogo e ao novo país, Ian Rush voltou para o Liverpool. A sua segunda passagem pelos Reds foi “pior” que a primeira: duas Copas da Inglaterra, uma Copa da Liga Inglesa e um Campeonato Inglês durante as temporadas 1888/89 e 1995/96.

Com 346 gols em 660 jogos pelo Liverpool, Ian Rush é, atualmente, o maior artilheiro da história do clube. Uma trajetória regada de títulos, sucesso e muito amor à camisa.

Roger Hunt (286), Gordon Hodgson (241), Billy Liddell (228) e Steven Gerrard (186) completam a lista de artilheiros do clube. Vai ser difícil bater a meta do bigodudo!

Ian Rush: lenda! (Foto: Reprodução/The Sun)

Ian James Rush – Liverpool (1980-1987) + (1988-1996)

  • 5 Campeonatos Ingleses (1981/82), (1982/83), (1983/84), (1985/86) e (1989/90);
  • 5 Copas da Liga Inglesa (1980/81), (1981/82), (1982/83), (1983/84) e (1994/95);
  • 3 Copas da Inglaterra (1985/86), (1988/89) e (1991/92);
  • 2 Champions League (1980/81) e (1983/84).

SHARE

Jornalista em formação e amante do futebol inglês. Estuda na PUC Minas, em Belo Horizonte.

LEAVE A REPLY