O Southampton tem sido uma das grandes sensações do futebol inglês nos últimos anos –principalmente a partir da temporada 2012-2013 – quando o clube conseguiu o acesso à Premier League e dela não saiu mais. O estilo de jogo vertical, a força como mandante e a presença de jovens talentos no time são alguns dos fatores que proporcionaram a estabilidade dos Saints na primeira divisão. Com as boas campanhas nas últimas edições da competição, a equipe do sul da Inglaterra tem perspectivas interessantes para a atual temporada.

Confira o guia COMPLETO de cada time da Premier League!

Apesar da 8ª colocação na campanha passada da Premier League e do vice-campeonato da Copa da Liga Inglesa, o técnico Claude Puel foi demitido e deu lugar ao argentino Mauricio Pellegrino. O novo comandante chega com a missão de manter a confiança do grupo e superar o desempenho da última temporada, quem sabe com o título de uma das copas nacionais ou beliscando uma vaga em uma competição europeia.

O trabalho no Southampton será a primeira aventura britânica de Pellegrino, que levou o modesto Alavés ao vice-campeonato da Copa do Rei, vencida pelo Barcelona. Na Espanha, o treinador ainda comandou o Valencia. Em seu país, passou por Estudiantes e Independiente. Quando foi anunciado como técnico dos Saints, Pellegrino comentou que sua filosofia de jogo pode se encaixar bem com as características do elenco e do clube. Sua intenção é desenvolver na equipe um espírito coletivo que se reflita dentro e fora de campo. Palavras que dão sinais de um time que promete ser intenso e aguerrido, brigando por cada centímetro do gramado e pressionando o adversário para roubar a bola.

Southampton: uma fábrica de talentos (Foto: Divulgação/Southampton)

A diretoria do clube aposta na manutenção do elenco da última temporada para surpreender os milionários adversários. A grande dúvida quando se trata do plantel para a temporada é o zagueiro Virgil van Dijk, que foi o principal destaque do time na campanha passada. O jogador foi cobiçado por Chelsea e Liverpool, este último, inclusive, acusado de aliciamento na negociação que esfriou nas últimas semanas. O holandês treinou separado em alguns momentos da pré-temporada e admitiu o interesse em deixar o clube ainda nessa janela. Por isso, o interesse dos gigantes europeus ainda preocupa a diretoria do clube, que tenta segurar um dos pilares em campo para mais uma temporada.

Manolo Gabbiadini, Charlie Austin, Oriol Romeu e Nathan Redmond são destaques da equipe que permaneceram e são apostas do treinador para promover o equilíbrio coletivo que o Southampton precisa para fazer jogos sólidos e tirar pontos de rivais pesados como os clubes de Manchester, Chelsea, Tottenham e Arsenal.

A montagem de elenco dos Saints nos últimos anos sempre teve como base a presença de jovens jogadores formados nas categorias de base do clube, que é reconhecido em toda a Inglaterra pelo caráter de revelador de talentos. Alguns dos casos de sucesso do trabalho de base do clube são Gareth Bale, Adam Lallana, Theo Walcott e nada mais, nada menos que Alan Shearer, o maior artilheiro da história da Premier League.

Para a jornada de 2017/2018, o time titular conta com mais jogadores experientes, mas os garotos ainda ocupam posições pontuais em campo. Jovens como Pierre Emile Højbjerg, Matt Targett, Sam McQueen e Josh Sims são atletas que prometem dar todo o gás em campo e colaborar para o propósito de tornar o Southampton um time fisica e tecnicamente competitivo na primeira divisão inglesa.

Considerando todos esses fatores, quais são as perspectivas de resultado dos Saints nessa Premier League? A resposta pode começar a ser construída a partir do próximo sábado, dia 12, quando o clube recebe o Swansea no St. Mary’s Stadium. Acompanhe tudo sobre o Southampton no PL Brasil!

VEM

Mario Lemina (Juventus, £15.5m), Jan Bednarek (Lech Poznań, £5.7m) e Paulo Gazzaniga (Rayo Vallecano, fim de empréstimo).

VAI

Jay Rodriguez (West Bromwich, £12m), Cuco Martina (Everton, free-agent), Martín Cáceres (Hellas Verona, free-agent), Jason McCarthy (Barnsley, não revelado), Harrison Reed (Norwich, empréstimo), Lloyd Isgrove (Barnsley, free-agent), Olufela Olomola (Yeovil Town, empréstimo), Ryan Seager (MK Dons, empréstimo) Harry Lewis (Dundee United, empréstimo) e Mouez Hassen (Nice, fim de empréstimo).

AMISTOSOS

  • 15/Julho: St. Gallen (fora) 0-0;
  • 22/Julho: Brentford (fora) 2-2;
  • 29/Julho: Saint-Étienne (fora) 0-3;
  • 02/Agosto: Augsburg (casa) 0-4;
  • 05/Agosto: Sevilla (casa) 2-0.

TIME-BASE 

  • Forster; Pied, Yoshida, Bednarek, Targett; Højbjerg, Romeu, Redmond, Tadic; Austin, Gabbiadini.

PALPITES

  • Érico Mafra (PL Brasil): briga por vaga na Liga Europa.
  • Fred Caldeira (Esporte Interativo): meio de tabela.

Veja mais:
Van Dijk fica de fora da pré-temporada do Southampton
E se o Southampton não tivesse vendido os seus destaques nos últimos anos?

 

LEAVE A REPLY