Após 34 anos, o time sulista da Inglaterra vai estar na maior liga do mundo. Sim, os Seagulls estão de volta!

Confira o guia COMPLETO de cada time da Premier League!

Após anos batendo na trave, o Brighton vem de uma temporada brilhante na Championship. Com 93 pontos em 46 jogos, o clube ficou a um ponto do Newcastle, o atual campeão, e, apesar de ter formado um elenco bem menos encarecido e ter perdido os dois jogos contra o vencedor da competição, chegou a liderar a segunda divisão inglesa em algumas rodadas. Com uma renda bem menor que outros gigantes da Inglaterra, o seu patrocínio é o menor, junto com o Huddersfield, time que subiu pelos playoffs. Os Seaguls receberam, para esta temporada, apenas 1,5 milhão de libras (cerca de 6 milhões de reais) da empresa de serviços financeiros American Express.

Anthony Knockaert comemora o acesso à elite (Foto: Divulgação/Premier League)

Os atletas contratados na atual janela de transferências podem ser cruciais para a permanência dos Seagulls na Premier League. Mathew Ryan vem para ser o substituto de David Stockdale, goleiro que esteve no Brighton desde 2014 e que vinha sendo de grande importância para o clube. O arqueiro seria peça-chave no esquema do técnico Chris Hughton, porém acabou se transferindo para o Birmingham City.

O lateral esquerdo Markus Suttner e o meio-campista Pascal Gross – ambos contratados junto ao Ingolstadt – são dois jogadores talentosos que também chegam para compor o plantel. Apesar de terem participado da campanha que culminou na queda do time alemão para a segunda divisão da Bundesliga, individualmente os dois chamam a atenção. Junto com Matthew Ryan, os três reforços têm bastante potencial para serem titulares ao longo da campanha.

Nesta temporada, após um longo período sem se enfrentarem na elite inglesa, Brighton e Crystal Palace finalmente voltarão a medir forças no famoso M23 Derby. Sim, o maior rival do time sulista é uma equipe de Londres! E esse duelo tem história, viu? Em um certo clássico, os torcedores londrinos gritaram Eagles, Eagles! (Águias, Águias!) – famosa alcunha do Crystal Palace. Assim, para entrar na festa e não ficar de fora da guerra de cânticos, a torcida do Brighton respondeu os gritos com Seagulls, Seagulls! (Gaivotas, Gaivotas!) – espécie de ave frequentemente encontrada na pacata cidadezinha litorânea. A ideia foi tão boa que o clube prontamente adotou a gaivota como o principal ícone da agremiação! Desde então, o simpático animalzinho pode ser visto no escudo dos recém-promovidos à Premier League.

Após uma pré-temporada razoável (foram três vitórias, dois empates e uma derrota) a batalha árdua do Brighton & Hove Albion na Premier League se inicia neste sábado (12), dentro de casa, contra o Manchester City.

VEM

Davy Pröpper (PSV, £11.7m), Pascal Gross (Ingolstadt, £2.6m), Josh Kerr (Celtic, não revelado), Matthew Ryan (Valencia, £5.3m), Markus Suttner (Ingolstadt, não revelado), Mathias Normann (Bodo-Glimt, £1.3m), Izzy Brown (Chelsea, empréstimo), Steven Alzate (Leyton Orient, não revelado), Aleš Matějů (Viktoria Plzeň, não revelado) e Henrik Bjørdal (Göteborg, fim de empréstimo).

VAI

Vegard Forren (Molde, free-agent), Chris O’Grady (Chesterfield, free-agent), David Stockdale (Birmingham City, free-agent), Jordan Maguire-Drew (Lincoln City, empréstimo), Elvis Manu (Genclerbirligi SK, free-agent), Rob Hunt (Oldham Athletic, não revelado), Christian Walton (Wigan Athletic, empréstimo), Oliver Norwood (Fulham, empréstimo), Ben White (Newport County, empréstimo), Tom Dallison (Accrington Stanley, empréstimo), Tyler Forbes (Accrington Stanley, empréstimo), Sam Adekugbe (Vancouver Whitecaps, fim de empréstimo) e Casper Ankergren (aposentadoria).

AMISTOSOS

  • 14/Julho: Fortuna Düsseldorf (fora) 0-2;
  • 22/Julho: Crawley Town (fora) 0-6;
  • 25/Julho: Southend United (fora) 0-3;
  • 29/Julho: Norwich (fora) 1-1;
  • 01/Agosto: Girona (fora) 0-0;
  • 06/Agosto: Atlético de Madrid (casa) 2-3.

TIME-BASE

  • Ryan; Duffy, Dunk, Suttner, Bruno; Gross, Stephens, Pröpper, Knockaert; Murray, Baldock.

PALPITES

  • Rafael Brayan (PL Brasil): Briga para não cair.
  • Rodrigo Bueno (FOX Sports): Briga para não cair.

Veja mais:
GOAL: O dia em que Old Trafford viu o Chelsea ser campeão pela F.A Cup
GOAL: A Inglaterra precisa de um Tite

LEAVE A REPLY