por Matheus Santana

Todos nós conhecemos um Chelsea agressivo no mercado de transferências. Um time que não costuma poupar dinheiro para trazer contratações; mesmo que esses reforços geralmente sejam contestados quanto ao valor pago pelo clube. No entanto, os Blues têm mostrado que sabem como lucrar com os seus jogadores, especialmente aqueles que não conseguem se firmar no elenco londrino.

Veja mais:
QUIZ: você sabe quem são os jogadores pelas fotos de infância?
Os uniformes mais feios (e esquisitos) da era Premier League
As jovens promessas que podem arrebentar na temporada 2017/18

Um caso recente foi o do meio-campista Mohamed Salah. O jogador somou apenas 13 jogos com a camisa do Chelsea antes de ser vendido para a Roma por £12 milhões. Agora, com sua última transferência para o Liverpool, espera-se que o time lucre mais £2,7 milhões por causa de uma cláusula que lhe concede 10% do valor da venda. Os Blues pagaram pouco mais de £11 milhões pelo jogador em 2013.

Foto: Divulgação/Liverpool

Alguns jogadores foram vendidos sem ao menos ter jogado uma partida pela liga. São os casos de Christian Atsu (vendido para o Newcastle por £6,2m) e Thorgan Hazard (Borussia Monchengladbach, £6m); todos vendidos por um valor maior do que o valor pago na época.

Veja mais:
Viaje neste mapa pelas cidades e estádios da Premier League!
Por que um bombardeio em Manchester fez com que United e City dividissem o mesmo estádio?
Sem merecido reconhecimento, Scholes tem craques do futebol mundial como fãs

Nathan Aké, oriundo das divisões de base do clube, fez um total de 7 jogos pela Premier League com a camisa do Chelsea. Na última temporada esteve emprestado ao Bournemouth e recentemente foi vendido ao time por £19 milhões. Também no último mês, Bertrand Traore se juntou ao Lyon por £8.8 milhões; o atacante chegou sem nenhum custo ao Stamford Bridge em 2013.

Papy Djilobodji, vendido ao Sunderland por £8 milhões, teve o seu valor quase que quadriplicado, visto que o Chelsea pagou pouco mais de £2 milhões por ele em 2015.
Mas qual é o principal motivo para que o clube tenha tanto sucesso na venda de seus jogadores que geralmente são relegados do time principal?

A resposta é o sistema de empréstimos. É muito difícil conquistar uma vaga de titular no Chelsea; portanto o clube de Londres mantém estes jogadores atuando constantemente por empréstimo em clubes de menor expressão. Desta forma, os jogadores têm oportunidade de mostrar o seu potencial, e sempre estão dentro do “mercado”. Um sistema bastante eficiente.

Em um balanço feito nos últimos três anos, o Chelsea gastou £297.85m em jogadores, mas ganharam £335.25m em vendas. É claro que isto tende a mudar com a janela de transferências aberta, mas mostra que, apesar do time gastar muito em reforços, também sabe – e muito bem – vender os seus jogadores.

por Matheus Santana

LEAVE A REPLY