Fernandinho foi contratado por 40 milhões de euros, após 8 temporadas no Shakhtar (Crédito: Site oficial)

Quando o Manchester City anunciou a contratação do brasileiro Fernandinho, em Junho de 2013, nem o torcedor mais fanático do clube poderia imaginar que o atleta se firmasse tão rapidamente como titular.

Depois de quatro temporadas em Manchester, nada mudou. A cada partida, Fernandinho mostra que a posição de primeiro volante não limita o seu jogo.

O time daquela temporada foi campeão em uma disputa acirrada com o Liverpool, com o título sendo decidido apenas na última rodada. Entre os jogadores mais marcantes da campanha, estava Fernandinho.

Ele atuou em 33 das 38 rodadas da Premier League, marcando 5 gols e anotando 3 assistências.

Leia mais:
A luz no túnel de Claudio Bravo

Conheça quatro jogadores que são destaques na seleção inglesa sub-17
Kevin De Bruyne: a máquina de passes

Para quem supostamente deveria fazer o trabalho sujo no meio campo, desconstruindo as jogadas, os números impressionam. Ainda mais jogando ao lado de Yaya Touré em sua melhor fase no City.

Defensivamente, o brasileiro também tem ótimos números com a camisa azul. Considerando o desempenho nas 5 temporadas que disputou na liga inglesa, foram 833 bolas roubadas e 394 carrinhos, com uma média de 71% de acerto nas divididas.

Com a chegada de Pep Guardiola ao comando do City, Fernandinho se manteve como titular e peça fundamental no esquema tático.

Mas em sua primeira temporada na Premier League, o técnico espanhol não conseguiu tirar o máximo do volante, que foi menos eficiente do que nas campanhas anteriores.

Passado o ano de adaptação à intensidade do estilo de Pep, Fernandinho é hoje um verdadeiro pilar no meio-campo do líder da Premier League.

A formação do City a partir da faixa central, com a habilidade de David Silva e De Bruyne, somada à leveza de Sané, Sterling, Gabriel Jesus, Bernardo Silva e Aguero, exige que o brasileiro mantenha a dinâmica da equipe, além de cumprir as funções defensivas da posição.

Mas Fernandinho tem cumprido bem as orientações do chefe. Na atual temporada, ele já tem dois gols e uma assistência, em 10 jogos, incluindo uma pintura marcada contra o Stoke City.

Participando mais da construção ofensiva, o jogador contabiliza uma média de 85 passes por jogo.

Em termos defensivos, o desempenho reflete a regularidade do brasileiro. São 57 bolas roubadas e 16 carrinhos, com 63% de acerto. Nos primeiros 10 jogos da liga, são 17 bolas tiradas da área, 19 passes interceptados e 30 duelos vencidos nas bolas aéreas.

Com estes números, Fernandinho tem tudo para ser um dos nomes mais importantes de uma eventual campanha de título na atual temporada.

Mesmo sem a badalação dos meias e atacantes do City, é difícil pensar no sucesso do time sem a versatilidade de um primeiro volante que, aos 32 anos, parece não sentir o avanço do tempo.

LEAVE A REPLY