Gabriel Paulista Arsenal Alexis Sanchez

Gabriel Armando de Abreu, popularmente conhecido como Gabriel Paulista, desembarcou em Londres para assinar contrato com o Arsenal em janeiro de 2015, contratado junto ao Villarreal. Desde então, o zagueiro viveu altos e baixos defendendo a camisa dos Gunners. Com atuações firmes, o brasileiro assumiu a vaga ao lado de Laurent Koscielny e deixou o – na época – capitão Per Mertesacker no banco de reservas.

Mas foi no duelo contra o Chelsea que Gabriel amargou a única expulsão nas quatro temporadas no futebol europeu, e perdeu espaço no elenco – pela queda de rendimento, mas principalmente pela chegada de Shkodran Mustafi. Entretanto, nas últimas duas partidas, Gabriel teve ótimas atuações e foi vital para as vitórias sobre Middlesbrough, pela Premier League, e em especial, Manchester City nas semifinais da Copa da Inglaterra (FA Cup).

Para o duelo contra Pep Guardiola deste domingo (23), Arsène Wenger escalou a equipe em um sistema com três zagueiros, esquema cada vez mais presente nos times ingleses – seguindo a “onda Antonio Conte” no Chelsea. O Arsenal teve Rob Holding atuando pela esquerda, Koscielny centralizado e Gabriel pela direita.

E o defensor teve bom desempenho, acertando 78% dos passes, sendo o segundo em divididas vencidas pelo lado londrino. Além disso, o brasileiro foi o principal responsável por impedir os avanços Kevin de Bruyne e depois de Leroy Sané, que pouco fizeram no confronto. A performance de Gabriel Paulista rendeu elogios e presença na seleção da rodada feita pelo colunista da BBB: Garth Cooks.

Dentro de um esquema com três zagueiros ou em uma linha de quatro, Gabriel pode ser muito útil ao Arsenal. O brasileiro, que pode atuar como beque central e até pela lateral direita, conta com predicados interessantes como bom passe, firmeza no jogo terrestre e aéreo, além de levar poucos cartões. Mas não se engane: o dono da camisa cinco sabe ‘zagueirar’ quando é necessário.

Mais adaptado ao idioma e à cultura inglesa, Gabriel Paulista chega a praticamente duas temporadas e meia de Arsenal. O zagueiro disputou 61 partidas, totalizando 36 vitórias, nove empates e 16 derrotas, além disso, ele adicionou ao seu currículo os títulos da FA Cup e da Supercopa da Inglaterra (Community Shield). Lá em janeiro de 2015, o brasileiro chegou em Londres com o aval de Wenger e mesmo que o treinador francês não permaneça no comando do clube a partir da próxima temporada, o defensor mostra que evolui e ainda tem mais a mostrar.

LEAVE A REPLY