Ao longo dos anos – especialmente no século XXI – tem se tornado comum ver os jogadores de futebol atuarem em times rivais após criar uma história de sucesso em seus primeiros clubes. Entretanto, este número se limita drasticamente se considerarmos apenas os jogadores que fizeram sucesso em ambos os clubes. Listamos aqui cinco casos destes nos rivais de Manchester. Confira!

Veja mais:
7 curiosidades sobre a primeira edição da Premier League
Os melhores filmes sobre futebol inglês
Qual clube é o maior vencedor do Campeonato Inglês?

Denis Law

Período no Manchester City: 1960-1961 e 1973-1974

Período no Manchester United: 1962-1973

O escocês comecou e terminou sua carreira no Maine Road (antigo estádio do Manchester City), mas foi em Old Trafford onde se tornou uma lenda do futebol após deixar o Torino por uma taxa recorde de £115,000.

Law marcou 237 vezes em 404 jogos para o United: um recorde superado apenas por Bobby Charlton. O atacante ajudou o clube a ganhar a FA Cup, a Copa da Europa e a liga (duas vezes), além de ser nomeado futebolista europeu do ano em 1964. No City, ele também deixou a sua marca.

Seu primeiro feito foi quebrar o recorde de transferência britânica depois de deixar o Huddersfield por £55,000. A classe do atacante foi rapidamente aparente. Em um jogo da FA Cup contra o Luton, ele marcou incríveis seis gols em 48 minutos antes da partida ter sido abandonada devido ao mau tempo.

Mas os torcedores dos Citizens se lembram melhor dele pela sua última passagem no clube. Tendo se transferido após deixar justamente o United, marcou um gol de calcanhar histórico contra seu antigo clube. O tento culminou no rebaixamento dos Red Devils para a segunda divisão.

A lei do ex foi fatal com o Manchester United: gol de Law culminou no rebaixamento do clube

Brian Kidd

Período no Manchester United: 1967-1974

Período no Manchester City: 19761979

Kidd tem sido fortemente envolvido com os dois clubes ao longo dos anos como jogador e treinador. Ele comecou a sua carreira no Manchester United, fazendo parte da equipe que venceu a Copa da Europa em 1968; Kidd marcou o primeiro gol da vitória por 4 a1 sobre o Benfica no seu 19º aniversário.

Deixou o United com a marca de 69 gols em 272 jogos antes de ser transferido para o Arsenal por £110,000. Depois de atuar no norte de Londres, ele se mudou para Maine Road por £100,000, onde continuou marcando gols. Foram 59 tentos em 130 jogos.

Retornou ao United em 1991 como assistente de Sir Alex Ferguson, ajudando a estabelecer o clube como um dos melhores do país antes de sair para gerenciar o Blackburn Rovers em 1998. Kidd voltou a se juntar ao City em 2009, como assistente do técnico Roberto Mancini na época, e se mantém por lá até então.

Kidd atuando pelo City e pelo United

Peter Schmeichel

Período no Manchester United: 1991-1999

Período no Manchester City: 2002-2003

Ele chegou ao Manchester United como um goleiro relativamente desconhecido do Brondby, em um acordo de £505,000. Sir Alex Ferguson o descreveu mais tarde como o “negócio do século”.

Schmeichel teve tudo em Old Trafford. Ele foi um tremendo goleiro, fantástico em seus reflexos, brilhante na organização de defesas e poderia até aparecer para marcar um gol, se necessário.

O dinamarquês rapidamente se tornou um dos jogadores mais adorados pela torcida com suas excelentes performances e terminou sua carreira no Old Trafford ao vencer a Liga dos Campeões de 1999, aumentando a sua sala de medalhas, que inclui cinco títulos da Premier League, três FA Cups e uma Copa da Liga .

Peter se transferiu para o Sporting Lisboa e em seguida para o Aston Villa, antes de assinar de forma surpreendente com o City aos 38 anos.

A magia tinha ido, mas ele impressionou o suficiente para se apresentar 31 vezes em campo durante sua campanha profissional final. Terminou com um excelente retrospecto: em nove anos de United e um ano de City, jamais saiu derrotado em um Derby.

Schmeichel conquistou tudo pelo United, mas também atuou pelo City

Andrew Cole

Período no Manchester United: 19952001

Período no Manchester City: 2005-2006

Depois fazer muitos gols no Newcastle, Ferguson assinou com Andrew Cole para aumentar o poder ofensivo do seu time em janeiro de 1995, em um acordo de £7 milhões – quebrando o recorde de transferência britânica na época.

Cole começou lentamente, mas com a chegada de Dwight Yorke em 1998, eles formaram uma das parcerias mais mortíferas da Europa, desempenhando um papel fundamental no sucesso triplo do United em 1999.

O atacante marcou 121 gols em 275 jogos, mas deixou o clube quando Ruud Van Nistelrooy chegou em 2001 e mudou-se para o Blackburn.

Ele chegou ao Etihad Stadium em um acordo de um ano em 2005, e impressionou com um desempenho de 10 gols em 23 jogos antes que uma lesão terminasse sua temporada em fevereiro de 2006.

O técnico do City, Stuart Pearce, ofereceu ao atacante mais um ano de contrato, mas apesar de colocar a caneta no papel, Cole mudou-se para o Portsmouth tendo atuado apenas uma temporada.

Andrew Cole é respeitado pelos dois lados de Manchester

Carlos Tévez

Período no Manchester United: 20072009

Período no Manchester City: 2009-2013

Tévez atingiu um status elevado ao atuar na Premier League.

Seu incansável esforço e sua sublime capacidade de ataque o tornaram querido pelos torcedores aonde quer que ele tenha passado.

O argentino ainda é amado no Upton Park depois de quase sozinho salvar o West Ham do rebaixamento em 2006.

E ele rapidamente se tornou o querido do Old Trafford, onde ganhou a Liga dos Campeões, a Premier League e a Carling Cup em um período bem-sucedido de dois anos – marcando 34 gols em 97 partidas.

Mas frustrado com a falta de chances no time titular, Tévez sensacionalmente se transferiu para o City e o clube provocou seu rival produzindo um outdoor do jogador ao lado das palavras: ‘Bem-vindo a Manchester’. Os Citizens pagaram pouco mais de 25 milhões de libras pelo argentino.

Ele foi fortemente aborrecido pelos torcedores do United em cada retorno ao Old Trafford, mas rapidamente se tornou uma estrela no City – marcando 73 gols em 148 jogos e ajudando o clube a vencer seu primeiro troféu em 35 anos – a FA Cup 2010/11 –  além da Premier League 2011/12.

Tévez é o único jogador desta lista que conquistou títulos nos dois rivais

Apesar de ter tido atuações excelentes em ambos os clubes, o lado azul de Manchester sempre será mais acolhedor para Carlitos.

SHARE
Defensor assíduo do futebol inglês

1 COMMENT

  1. Muito bacana, um outro que vale Destaque na lista é o meia Owen Hargreaves, no City ele já tava meio baleado com lesão, mas acho que chegou a ser campeão, no United foi peça fundamental no título europeu em 2008

LEAVE A REPLY