Foto: goal.com

Enfim a novela Diego Costa teve um fim. Nas últimas semanas o Chelsea, Atlético de Madrid e o jogador entraram em acordo e o atacante voltará a defender a equipe espanhola em janeiro, quando termina a punição imposta pela UEFA. Polêmico, o hispano-brasileiro ganhou uma legião de lovers e haters nas três temporadas em que defendeu o time azul. Além disso, Diego conquistou por duas vezes a taça da Premier League e uma vez a Copa da Inglaterra.

Na questão técnica, o atleta é quase inquestionável. Centroavante brigador, unia velocidade, técnica e faro de gol. Foram 59 tentos anotados em 120 jogos: média de praticamente meio gol por partida. Ótimos números se considerado o nível elevado da Premier League. Em seu início de Chelsea, foram oito bolas nas redes adversárias em seis duelos.

LEIA MAIS:

Listamos as 10 melhores contratações do Chelsea nos últimos anos

Paixão sem fronteiras: as torcidas da Premier League em Belo Horizonte

EXCLUSIVO: Oscar relembra passagem pelo Chelsea, vê Corinthians “sortudo” e aponta favoritos ao título da PL

No lado comportamental, porém, Diego sempre foi um personagem controverso. Geralmente é adorado pelas torcidas dos clubes que defende, entretanto, é proporcionalmente odiado pelas torcidas rivais. Em três anos em Londres, o atacante teve rusgas com Zabaleta, Gabriel Paulista, Gerrard, Koscielny, e principalmente Skrtel. Isso sem contar o ‘currículo’ que, na época de Atlético de Madrid, já ostentava desentendimentos com Sergio Ramos, Piqué, Pepe, entre outros.

Foto: dailystar

As brigas se voltaram para dentro do clube. Por vezes, foi noticiado que Costa era um dos principais motivos do rompimento do Chelsea com José Mourinho, ídolo do clube. Na temporada passada, surgiram muitas notícias sobre discussões acaloradas com o atual técnico e que poderia azedar a relação. Azedou. Em julho, Conte informou a Diego de que ele não faria mais parte do grupo. Para o lugar do centroavante brasileiro naturalizado espanhol, os Blues contrataram o também espanhol Álvaro Morata, que vai muito bem, obrigado!

Foto: goal.com

No entanto, vale ressaltar que o brasileiro chegou a ser elogiado por torcedores, jornalistas e até pelo próprio Antonio Conte por uma mudança de postura, evitando promover e entrar em confusões durante os 90 minutos. De toda forma, isso não fez com que ele ainda fizesse parte dos planos do clube.

Títulos, brigas, assistências e muitos gols, assim Diego Costa deixa a Inglaterra e está de volta à Espanha. Será que o personagem fará falta para dar um tempero especial ao campeonato? No Chelsea, por outro lado, Morata – munido de seus sete gols em nove jogos – não tem deixado o torcedor azul sentir saudades.

LEAVE A REPLY