A equipe do Premier League Brasil separou uma série de posts de dez jogadores que você nem se lembra que atuaram no futebol inglês. O post de hoje é sobre o Southampton e temos dez nomes que você provavelmente nem sabia que tinham vestido o uniforme dos Saints.

Mark Hughes (1998-2000)

 

Getty Images

Técnico do Stoke City desde 2013, Mark Hughes foi um ótimo atacante nos seus tempos de jogador. Revelado pelo Manchester United, Hughes chegou a jogar no Barcelona e no Bayern de Munique antes de voltar aos Red Devils e fazer sucesso. Em 1998, foi negociado com o Southampton e por lá ficou por uma temporada e meia. Foram apenas dois gols marcados e, em 2000, Hughes foi jogar no Everton.

 

Gareth Bale (2006-07)

Reuters

Um dos maiores jogadores do mundo na atualidade é cria dos Saints. Gareth Bale foi revelado pelo Southampton em 2006 e fez uma ótima temporada de estreia. Na Championship, participou de 43 partidas e fez três gols. Os Saints não subiram para a Premier League naquele ano, mas as atuações de Bale chamaram a atenção do Tottenham, que o contratou em 2007.

 

Alex Oxlade-Chamberlain (2010-11)

EMPICS

Atualmente no Arsenal, Ox começou a jogar nos Saints com apenas sete anos de idade. Em 2010, foi promovido à equipe profissional e, assim como Bale, só precisou de uma temporada para chamar a atenção de um gigante londrino. Depois de marcar dez gols em 40 jogos em uma temporada em que os Saints disputaram a terceira divisão inglesa, Chamberlain foi contratado pelo Arsenal e lá está até hoje.

 

Michail Antonio (2009-10)

Getty Images

Um dos destaques do atual elenco do West Ham e que tem sido convocado regularmente para a seleção inglesa também vestiu a camisa dos Saints. Michail Antonio pertencia ao Reading quando foi emprestado ao Southampton em 2009 para a disputa da terceira divisão inglesa. Em 38 jogos pelos Saints, foram sete gols marcados. O polivalente jogador ainda foi emprestado pelo Reading ao Colchester e ao Sheffield Wednesday, que o adquiriu em definitivo e depois o vendeu ao Nottingham Forest. Em 2014, chegou ao West Ham e ao ápice de sua carreira.

 

Peter Crouch (2004-05)

Getty Images

Um dos maiores andarilhos do futebol inglês jogou no Southampton quando tinha 23 anos. Depois de passar por Tottenham, QPR, Portsmouth, Aston Villa e Norwich, Peter Crouch chegou ao Southampton em 2004 e foi outro a ficar apenas uma temporada no St. Mary’s. A média de um gol a cada dois jogos pelos Saints despertou o interesse do Liverpool, que o contratou em 2005. Crouch ainda voltaria ao Portsmouth e ao Tottenham antes de chegar ao Stoke, clube que defende atualmente e pelo qual disputou mais partidas na carreira.

Leia também:

10 jogadores que passaram pelo Newcastle e talvez você nem saiba

10 jogadores que passaram pelo Tottenham e talvez você nem saiba

10 jogadores que passaram pelo Arsenal e talvez você nem saiba

10 jogadores que passaram pelo Chelsea e talvez você nem saiba

10 jogadores que passaram pelo Liverpool e talvez você nem saiba

10 jogadores que passaram pelo Manchester United e talvez você nem saiba

10 jogadores que passaram pelo Manchester City e talvez você nem saiba

10 jogadores que passaram pelo Everton e talvez você nem saiba

10 jogadores que passaram pelo Leicester e talvez você nem saiba

Theo Walcott (2005-06)

Getty Images

Assim como Bale e Chamberlain, Walcott é cria da base do Southampton – ele, porém, só ficou meia temporada no time profissional. Entre 2005 e 2006, foram 22 jogos e cinco gols pelo clube, que foi o 12º colocado na Championship. Logo em janeiro de 2006, Walcott foi negociado com o Arsenal, clube pelo qual atua até hoje.

 

Luís Boa Morte (1999-2001)

Getty Images

O português fez o caminho inverso de Ox e Walcott: atleta do Arsenal entre 1997 e 1999, Boa Morte chegou ao Southampton vindo dos Gunners. Pelos Saints, o atacante marcou apenas uma vez em 17 jogos – em uma derrota por 3 a 2 para o Watford. Em 2000, foi emprestado ao Fulham, onde rendeu muito mais e acabou contratado em definitivo pelo time de Londres.

 

Garry Monk (1996-2004)

swanseacity.net

O número é absurdo, mas real: em oito temporadas como atleta vinculado ao Southampton, Garry Monk só jogou treze partidas com a camisa dos Saints. Torquay, Stockport, Oxford, Sheffield Wednesday e Barnsley contrataram o jogador por empréstimo nesse período. Em 2004, o Barnsley o contratou em definitivo e o vendeu para o Swansea no mesmo ano. Nos Swans, Monk virou ídolo, capitão e, entre 2014 e 2015, técnico. Atualmente, dirige o Leeds, que disputa a Championship.

 

Andrei Kanchelskis (2002-03)

fannet.org

Um dos grandes nomes do futebol soviético – e posteriormente russo – fez muito sucesso na Inglaterra e também jogou no Southampton. Kanchelskis atuou pelos rivais Dynamo de Kiev e Shakhtar Donetsk antes de chegar ao Manchester United em 1991. Nos Red Devils, conquistou cinco títulos – entre eles, duas edições da Premier League. Depois de passar por Everton, Fiorentina, Rangers e Manchester City, o russo chegou aos Saints em 2002 e jogou apenas 53 minutos pela equipe. Não fez nenhum gol. E nem deixou saudades.

 

Iago Falqué (2012)

Digital South

Uma partida. Foi isso que Iago Falqué conseguiu disputar em sua passagem pelo Southampton em 2012. Recém-contratado pelo Tottenham junto à Juventus, a eterna promessa espanhola foi emprestada aos Saints e jogou 56 minutos na derrota por 2 a 0 para o Leicester. De volta ao Tottenham, Falqué também não impressionou e foi emprestado a Almería e Rayo Vallecano antes de chegar ao Genoa. No futebol italiano, finalmente conseguiu algum destaque e chegou a jogar na Roma antes de ser vendido em definitivo para o Torino, seu clube atual.

Klopp: “Guardiola é excepcional”

SHARE
Jornalista. Assessor de Comunicação do CEPID-CeMEAI e apaixonado pelo futebol.

1 COMMENT

LEAVE A REPLY