A janela de transferências é sempre um dilema na cabeça dos torcedores, gastar ‘muito’ com nomes consagrados ou encontrar bons jogadores gastando ‘pouco’. Um N’Golo Kanté ou Riyad Mahrez não cai no colo dos clubes a todo instante. É preciso observar e analisar com cuidado atletas em todos os cantos do mundo.

Então, diga um campeonato com alto nível com jovens jogadores se destacando a todo momento? Sim, da Ligue One (1ª divisão da França) vários atletas se destacam e despertam olhares famigerados dos grandes clubes europeus.

Veja mais:

E se o Southampton não tivesse vendido seus destaques dos últimos anos?

10 jogadores que passaram pelo Arsenal que você talvez nem sabia

10 jogadores que passaram pelo Portsmouth que você talvez nem sabia

Eu sei, o Monaco mostrou diversos atletas para o cenário do futebol nas últimas temporadas e também nesta, até por isso, optamos por deixar de fora: Fabinho, Bernardo Silva, Kylian Mbappé, Tiemoué Bakayoko, Benjamin Mendy, Djibril Sidibé. Se não, apenas o clube já seria uma lista.

Os grandes destaques ficam por conta do trio do OGC Nice: o marfinense Jean Michael Seri e os franceses Wylan Cyprien e Alassane Pléa.

Seri é um volante com alto nível de criatividade e com boa chegada ao ataque, contribuindo com nove assistências e seis gols na temporada. Southampton e Leicester City cobiçam o jogador de 25 anos.

Dividir os holofotes com Balotelli é difícil, mas Pléa mostrou que tem capacidade, superando-o em diversos momentos na atual temporada. O atacante tem muita velocidade e tem 11 gols e duas assistências em 2016-17.

Jogador com a maior porcentagem de dribles certos na temporada (87%), Cyprien é um atleta muito rápido e participou com oito gols e e três assistências.

O winger Allan Saint-Maximin, do Monaco que joga por empréstimo no Bastia, é um dos atletas que mais gosto de observar, sem medo dos defensores e com muita agilidade. Especialista em jogadas individuais com muitos dribles insinuantes.

O volante Corentin Tolisso, do Lyon, é um dos grandes valores da Ligue One. Já foi especulado em alguns clubes na Inglaterra no último verão europeu e chegou a dizer que seria um grande sonho jogar no Arsenal.

Adam Ounas e Malcom, ambos do Bordeaux, mesmo sem ainda ter a “casca grossa” do futebol europeu, demonstraram que podem contribuir muito em times de menos pressão elevando seus potenciais.

Kwon Chang-Hoon, do Dijon, chegou ao Velho Continente faz pouco tempo e precisa ganhar maturidade. Jogador com grande percepção de jogo e passe de qualidade, que se destacou na campanha da Coreia do Sul nos Jogos Olímpicos de 2016, realizado no Brasil.

Ramy Bensebaini, do Rennes, e Anwar El Ghazy, do Lille, não vivem seus melhores momentos, muito em consequência dos maus momentos dos clubes, porém são jogadores maduros. El Ghazy é um jogador muito ágil e tem ótima passagem pelo Ajax.

Veja 10 jovens atletas da Ligue 1 que poderiam reforçar clubes da Premier League em 2017-18:

LEAVE A REPLY