Você sabe qual é a contratação mais cara do seu clube? Trazemos a lista dos jogadores mais valiosos de cada um dos 20 clubes da Premier League 2017/18.

Alguns dados são importantes para avaliação. Nove destas 20 contratações foram efetuadas nesta janela de transferências; um número que pode aumentar ainda mais até o fechamento das negociações européias. Todas as contratações foram efetuadas a partir da temporada 2014-15, mostrando o quanto a Premier League tem sido rentável para os clubes, até para aqueles recém-promovidos a elite. A única excessão a esta regra é Michael Owen: a maior contratação do Newcastle, efetuada em 2005/06.

Outra menção importante é sobre Christian Benteke. O atacante belga é o único da lista a aparecer por duas vezes. Ele movimentou pouco mais de 70 milhões de libras nas duas transferências. No entanto o valor total ainda fica abaixo do que o Manchester United pagou por Paul Pogba (mais de £94 milhões).

Veja a lista completa abaixo! Os dados são do Transfermarkt, referência neste assunto.

Veja mais:
Conhece todos os brasileiros que já atuaram no futebol inglês?
Os 10 brasileiros de maior sucesso da história do futebol inglês
43 brasileiros já balançaram as redes na Premier League; veja lista!

Arsenal: Alexandre Lacazette, £47.70m (nesta temporada)

A contratação do francês foi muito comemorada pelos torcedores dos Gunners. Afinal, Lacazette é um atacante excelente, que mantém alto nível de gols há quatro temporadas. O jogador terá sua primeira oportunidade longe de sua terra natal, e logo com o status de maior contratação da história, Que responsabilidade, hein?

Bournemouth: Nathan Aké, £20.52m (nesta temporada)

Zagueiro promissor, Aké é mais um jovem formado pelo Chelsea que vivia a “sina” dos empréstimos. Após passar por Reading e Watford, foi emprestado ao Bournemouth e suas atuações agradaram tanto que foi pago pouco mais de 20 milhões de libras pelo jogador, o mais alto valor pago pelos Cherriers.

Brighton & Hove Albion: José Izquierdo, £13.50m (nesta temporada)

Recém-promovido, o Brighton precisou reforçar bem o seu time para tentar se manter na elite do futebol inglês. Depois de quebrar o recorde de transferências por duas vezes, o clube achou necessário uma terceira: o ponta esquerda José Izquierdo custou 13 milhões e meio de libras e será mais um “soldado” na luta contra o rebaixamento.

Burnley: Chris Wood, £14.76m (nesta temporada)

O atacante Chris Wood marcou 27 gols em 44 jogos pelo Leeds na temporada passada. Ele ganha mais uma oportunidade de disputar a Premier League (a última tinha sido pelo Leicester City, em 2014/15). O Burnley pagou quase 15 milhões de libras no centroavante, que chega para ser o substituto de Andre Gray.

Chelsea: Álvaro Morata, £58.50m (nesta temporada)

Morata é o mais caro da história do Chelsea e talvez o mais pressionado também. Desde o início da janela, os Blues tentaram trazer Romelu Lukaku, mas acabou perdendo para o concorrente Manchester United. Com isso, o espanhol foi contratado e espera-se muito dele, visto que seu provável antecessor Diego Costa marcou 20 gols na última Premier League. Além disso, Fernando Torres, também espanhol, que era o mais valioso antes da chegada de Morata, não justificou o valor pago na época (52 milhões de libras). O ex-Real Madrid vai corresponder em campo?

Crystal Palace: Christian Benteke, £28.08m

O belga é o único jogador que aparece em dois times nesta lista. E ironicamente, saiu do Liverpool para o Crystal Palace. Pelo clube londrino, vem tendo o desempenho que não teve nos Reds. Benteke tem valido cada centavo, ajudando assim o seu time com gols importantes.

Everton: Gylfi Sigurdsson, £44.46m (nesta temporada)

Tirar Sigurdsson do Swansea City não foi uma tarefa fácil. As negociações se estenderam por semanas, até que o valor foi acordado. E que valor! Depois de 25 anos o Everton faz a maior contratação em uma janela em Liverpool, e de quebra, a maior contratação da história do clube!

Huddersfield: Steve Mounié, £11.70m (nesta temporada)

Recém-promovido para a Premier League, os Terriers pagaram pouco mais de 11 milhões de libras no atacante ex-Montpellier, que tem a sua primeira oportunidade longe da França. Mounié já mostrou pra que veio, marcando dois gols em duas partidas até aqui.

Leicester City: Islam Slimani, £27.00m

Contratado após o inédito título da Premier League, Slimani chegou para dar mais técnica e variações táticas aos Foxes. Em sua primeira temporada, teve um desempenho regular, mas ainda não justificou o valor pago pelo clube.

Liverpool: Christian Benteke, £41.85m

Disposto a ter um centroavante goleador, os Reds desembolsaram mais de 41 milhões de libras no belga Benteke, que vinha de excelente passagem pelo Aston Villa. Mas no Liverpool Benteke não justificou a quantia paga, e foi embora sem deixar saudades.

Manchester City: Kevin De Bruyne, £66.60m

Os Citizens quebram recordes de transferências ano após ano, mas desde a temporada 2015/16 o título de jogador mais caro na história do clube petence ao belga De Bruyne. O jogador tem um excelente desempenho desde que chegou ao Etihad Stadium, condizente com o valor pago para tirá-lo do Wolfsburg.

Manchester United: Paul Pogba, £94.50m

Pogba foi formado pelo Manchester United e deixou os Red Devils para atuar pela Juventus. No clube italiano se tornou peça fundamental, e obteve o status de um dos melhores meio-campistas em atividade. Para tê-lo de volta, o United pagou caro: mais de 90 milhões de libras. Em sua primeira temporada desde o retorno, Pogba já mostrou que o valor investido não foi à tôa, sendo decisivo na conquista da UEFA Europa League frente ao Ajax. E parece que isso é só o começo.

Newcastle United: Michael Owen, £22.50m

Aqui temos um ponto fora de curva. O Newcastle tem a sua contratação mais cara realizada há 11 temporadas: a mais antiga dentre os 20 clubes. Owen foi tirado do Real Madrid em 2005/06, na era dos Galacticos, para substituir ninguém menos do que Alan Shearer. O inglês sofreu com as lesões e não conseguiu ter o sucesso que teve no Liverpool.

Southampton: Sadio Mané, £20.70m

Mané foi uma excelente contratação do Southampton. Comprado por mais de 20 milhões de libras, atuou por duas temporadas nos Saints e foi vendido para o Liverpool por quase o dobro do preço. Poucos desta lista trouxeram um custo-benefício tão preciso quanto o senegalês.

Stoke City: Giannelli Imbula, £21.83m

Imbula foi trazido do Porto para o Stoke por uma quantia considerável; superando a contratação do principal jogador do time atualmente (Xherdan Shaqiri) na época. O meia defensivo ainda não mostrou o porquê de tanto investimento, e precisa mostrar pra que veio.

Swansea City: Borja Bastón, £16.20m

A contratação mais cara do time do País de Gales veio da Espanha. Bastón deixou o Atlético de Madrid após muitos empréstimos e se juntou ao Swansea na temporada passada, por mais de 16 milhões de libras. Na sua temporada de estréia, alternou entre os titulares e o banco de reservas.

Tottenham: Davinson Sánchez, £36.00m (nesta temporada)

STOCKHOLM, SWEDEN – MAY 24: Jesse Lingard of Manchester United is tackled by Davinson Sánchez of Ajax during the UEFA Europa League Final between Ajax and Manchester United at Friends Arena on May 24, 2017 in Stockholm, Sweden. (Photo by Mike Hewitt/Getty Images)

O silêncio do Tottenham no mercado de transferências foi justificado simplesmente com a maior transferência da história do clube. Os Spurs investiram no zagueiro colombiano de 21 anos, que teve um excelente desempenho na temporada 2016/17 pelo Ajax.

Watford: Andre Gray, £18.36m (nesta temporada)

Cobiçado por vários clubes ingleses, o Watford conseguiu vencer a concorrência e trouxe o atacante Gray. Mas para isso, o time precisou desembolsar mais de 18 milhões de libras, tornando-o assim a contratação mais cara da história dos Hornets.

West Bromwich: José Salomón Rondón, £15.30m

O venezuelano deixou o Zenit na temporada 2015/16 e se juntou ao West Brom – sua primeira oportunidade na liga inglesa. Mesmo tendo marcado poucas vezes (17 gols em 72 partidas) tem sido o principal goleador dos Baggies até aqui. Rondón tem feito valer a pena o status de contratação mais cara da história do clube.

West Ham: André Ayew, £21.69m

Apenas uma temporada pelo Swansea foi o suficiente para que o West Ham desembolsasse quase 22 milhões de libras pelo ganês, que até agora não tem repetido o sucesso anterior. Nesta nova temporada a concorrência será ainda mais feroz e Ayew precisará se desdobrar para mostrar que o preço pago por ele não foi em vão.

3 COMMENTS

  1. O Borja Bastón foi uma piada no Swansea. Milhões de libras jogadas fora. E o Pogba não vale nem de longe o que o United pagou por ele.

  2. Cara o southampton é um time que da inveja, além de sempre vender os jogadores pelo dobro do preço que compram, tem uma das categoria de bases mais forte do mundo.

LEAVE A REPLY