Nem todos os grandes momentos do futebol são proporcionados dentro de campo. Muitas vezes, é fora dele – nas arquibancadas – que ocorrem as cenas mais emocionantes. Indiscutivelmente, um dos maiores hinos do futebol mundial é “You’ll Never Walk Alone” e, imortalizado pela torcida do Liverpool, é capaz de dar arrepios em todos os torcedores.

Veja mais:
Viaje neste mapa pelas cidades e estádios da Premier League!
Por que um bombardeio em Manchester fez com que United e City dividissem o mesmo estádio?
10 jogadores que passaram pelo Liverpool e você talvez nem saiba

Mas como esse hino começou? “You’ll Never Walk Alone” é uma canção composta por Richard Rodgers e Oscar Hammerstein II para o musical Carousel, de 1945.

Em 1963, uma banda de Liverpool começava a fazer sucesso, e não, não estamos falando dos Beatles. O grupo em questão era o Gerry and the Pacemakers, que regravou a música “You’ll never walk alone”.

No ano seguinte, os torcedores do Liverpool começaram a cantar nas arquibancadas essa música e “She Loves you”, dos Beatles, alternando partes das duas canções.

O hino só virou um sucesso definitivo graças ao canal BBC. Isso porquê, na final da Copa da Inglaterra de 1965, contra o Leeds United, em Wembley, câmeras de TV filmaram os torcedores cantando a música, que foi apresentada pelo comentarista Kenneth Wolstenholme como uma espécie de hino da torcida.

Assim, a música passou a ser parte da rotina dos jogos do Liverpool dentro e fora de casa.

O lendário treinador Bill Shankly gostava bastante da canção e, segundo relatos da época, havia recebido uma cópia da música do próprio Gerry Marsden anos antes da canção “explodir”.

Quem diz que torcida não ganha jogo, pelo menos há de reconhecer a força das arquibancadas. Em 2005, na final da Champions League entre Liverpool e Milan, os italianos abriram 3 a 0 no primeiro tempo, quase garantindo o título europeu. Quase.

No intervalo, a torcida dos Reds não se abateu e cantou “You’ll never walk alone” a plenos pulmões. Como confirmaria Steven Gerrard anos depois, a música que tomou conta do estádio foi combustível definitivo para ajudar o Liverpool a empatar a partida e ganhar o título nos pênaltis.

Créditos ao The Redmen TV

Versão traduzida

LEAVE A REPLY