Steven Gerrard e Frank Lampard. Os ídolos de Liverpool e Chelsea, respectivamente, fazem parte da história de seus times e da própria Premier League. Apesar de, na maior parte do tempo, estarem em seus clubes por anos, a dupla fez história no esporte, já que foram grandes nomes em momentos marcantes do futebol inglês e mundial.

Para você, quem é melhor? Qual dos dois se encaixaria no seu clube? Fizemos uma análise seguindo alguns pontos primordiais na carreira de um atleta:

 

SELEÇÃO INGLESA

Gerrard e Lampard foram companheiros de seleção durante anos, porém nunca convenceram (Getty Images)

Apesar de serem rivais em seus clubes, os meio-campistas formaram a dupla de volantes do English Team durante anos, porém nunca demonstraram o mesmo futebol apresentado em suas equipes. Gerrard, considerado um volante moderno, já que sabia defender e atacar com uma facilidade enorme;  Lampard, um atleta de chegada, com uma incrível qualidade de passe e de finalizações. Ambos tinham uma finalização fantástica, cheia de efeito e com uma potência enorme.

Mesmo com todos estes atributos, Frank e Steven nunca conseguiram mostrar o que todos esperavam. Imaginava-se que formariam uma dupla parecida com a catalã Xavi-Iniesta, onde, no 4-4-2 inglês, seriam os dois volantes da equipe. Em entrevista ao Daily Mirror, Lampard chegou a colocar a culpa em seus comandantes: Capello, McClaren e Eriksson. O último foi comandante da equipe na Euro 2004, onde os dois jogadores tiveram suas primeiras experiências juntos. O treinador sueco os utilizou em suas posições iniciais da carreira – Gerrard começou como volante, apesar de depois de ter virado um meia mais ofensivo. Na Copa do Mundo de 2006, o técnico ainda queria manter suas ideias, porém o meia do Liverpool já havia deixado de ser tão defensivo, chegando a atuar na mesma posição que Frank. Ao passar dos anos, até a Copa de 2014, a dupla continuou decepcionando os torcedores. Mesmo sendo considerados dois dos melhores jogadores do mundo, nunca conseguiram se encaixar, pois, aos poucos, foram se tornando jogadores muito parecidos, um chegando a, em alguns momentos, ultrapassarem o espaço do outro.

Quando alguma alteração era necessária, a opção era tirar ou mudar a posição de Gerrard. O camisa quatro da seleção – Lampard ganhara a disputa pelo número oito estampado na camisa, pois ambos utilizavam este em seus clubes – já chegou a jogar mais aberto na esquerda, pois Capello, o técnico da seleção em 2010, escolheu Barry como um jogador marcador e Lampard o meia de transição entre a defesa e o ataque.

Ainda há uma dúvida muito comum no mundo futebolístico: Por que Frank e Steven não conseguiram demonstrar todos os seus talentos juntos?

 

TÍTULOS E CONQUISTAS


Steven Gerrard:

Gerrard segurando o maior titulo de sua carreira, conquistado na Batalha de Istambul (Getty Images)

Liverpool

Copa da UEFA: 2000-01

Supercopa Europeia: 2001, 2005

Copa da Inglaterra: 2000-01, 2005-06

Copa da Liga Inglesa: 2000-01, 2003-04, 2011-12

Supercopa da Inglaterra: 2001, 2006

Liga dos Campeões da UEFA: 2004-05

Seleção inglesa

Torneio de Verão da FA: 2004

 

 

 

Frank Lampard:

Lampard segurando o seu maior título, a Champions League, conquistada em 2012 (EPA)

West Ham United

Copa Intertoto da UEFA: 1999

Chelsea

Liga dos Campeões da UEFA: 2011-12

Liga Europa da UEFA: 2012-13

Campeonato Inglês: 2004-05, 2005-06, 2009-10

Copa da Inglaterra: 2006-07, 2008-09, 2009-10, 2011-12

Copa da Liga Inglesa: 2004-05, 2006-07

Supercopa da Inglaterra: 2005, 2009

Seleção Inglesa

Torneio de Verão da FA: 2004

 

PRÊMIOS INDIVIDUAIS


Gerrard

Melhor jogador da UEFA: 2005

Jogador inglês do ano: 2007 e 2012

FIFA World XI: 2007, 2008 e 2009

Equipe do ano da UEFA: 2004-05, 2005-06 e 2006-07

Equipe da EURO: 2012

 

Lampard

Segundo colocado da Ballon d’Or: 2005

Segundo melhor jogador do mundo da FIFA: 2005

Jogador inglês do ano: 2004 e 2005

Equipe da EURO: 2004

Equipe do campeonato inglês: 2003-04, 2004-05, 2005-06

MOMENTOS MARCANTES


Gerrard

Steven Gerrard, pela última vez, faz o gesto natural de todos os jogos (Getty Images)

Com apenas sete anos, Steven Gerrard já mostrou o quanto ama os Reds. Após receber uma sondagem do Manchester United, vinda do próprio Alex Ferguson, o meia recusou, buscando jogar no seu amado clube;

Em 2003, o camisa oito alcança a faixa de capitão. Tempos depois, recebe uma proposta de 20 milhões de euros vindas do Chelsea. Porém, mostrando toda a sua liderança e paixão pelo clube de Merseyside, recusa a oferta;

Após 21 anos sem conquistar o maior torneio europeu, o Liverpool vence a Champions League sob o comando de Gerrard, com uma incrível vitória nos pênaltis após estar perdendo o jogo por três gols de diferença, no primeiro tempo – o capitão marcou um dos gols do clube. Este jogo ficou conhecido como a “Final Gerrard”, devido à forma tão guerreira do time, simbolizando a maneira que o jogador sempre atuou;

Na Eurocopa 2012, Gerrard se torna, pela primeira vez, o capitão do English Team.

 

 

 

 

Lampard

Atletas do Chelsea homenagem Pat Lampard, mãe de Frank, em 2008 (Getty Images)

Seu primeiro clube foi o West Ham United, que tinha como auxiliar o seu pai;

Transferido ao Chelsea em 2001, foi tricampeão da Premier League pelos Blues, sendo um dos maiores jogadores do clube;

Em 2008, perdeu a final da Champions League contra o rival Manchester United. Porém, em 2012, o time liderado por Lampard, Terry e Drogba conseguiu vencer o Bayern nos pênaltis, conseguindo alcançar a “orelhuda”;

Antes do jogo final em 2008, no jogo contra o Liverpool, Lampard recebe a notícia da morte de sua mãe. Porém, mesmo assim, decide jogar, e acaba marcando um gol, após cobrança de pênalti;

Na temporada 2012/13, o atleta tornou-se o maior artilheiro do clube, após um gol contra o Aston Villa;

Em 2014, o jogador transferiu-se para o Manchester City, e, logo de cara, marcou um gol no primeiro jogo contra o ex-clube, porém não comemorou.

 

COMENTÁRIOS


Gerrard

No último confronto entre os dois, Mourinho reconhece todo o enorme talento de Gerrard, que, anos antes, recusou transferir-se ao Chelsea (PA)

José Mourinho, ex-treinador do Chelsea, relatando o quanto queria tê-lo ao seu lado e de Lampard, na sua primeira passagem pelo Chelsea: “Ele é um um querido inimigo”

Leonardo Bertozzi, jornalista da ESPN, durante um programa do canal: “Além da qualidade técnica, Gerrard tem a capacidade de incendiar um jogo. É muito marcante a Guerra de Istanbul em 2005”

Xabi Alonso, companheiro de clube de 2005 a 2009, em entrevista ao Anfield Extra: “Ele fez o meu jogo muito mais fácil, porque eu preciso de jogadores melhores que eu ao meu redor, para melhorar meu jogo. Acredite em mim, ele era um deles […] tecnicamente, fisicamente, podendo entregar momentos especiais. Ele foi o jogador mais influente em minha carreira.”

Luis Suárez, numa carta escrita diretamente a Gerrard após o anúncio da aposentadoria do inglês: “Era  ganhador e ambicioso no campo, mas também um companheiro próximo e constante. Alguém que me apoiava e me ensinava a tirar o melhor de mim”

Frank Lampard, em entrevista ao jornal inglês Daily Mirror: “Steven Gerrard foi o melhor meio-campista com quem joguei … ele tinha tudo”

Lampard

Lampard e Terry, os dois maiores idolos do Chelsea (Getty Images)

André Kfouri, jornalista da ESPN, durante um programa do canal: “Após o seu auge no Chelsea, ele começou  a ser um exemplo de jogador que sabe muito bem jogar entre as áreas, onde era capaz de participar de todas as fases do jogo”

John Terry, um dos maiores jogadores dos Blues, em sua rede social: “Ele foi o melhor jogador da história do Chelsea… Lenda, herói, inspiração”

Lionel Messi, em entrevista ao News Of The World: “Particularmente admiro muito o Lampard. Admiro a maneira como ele joga e como ele se comporta dentro do campo”

Didier Drogba, após jogo pelo campeonato inglês: “Ele é meu ídolo! Verdadeiro cavalheiro, verdadeiro líder, verdadeiro profissional, verdadeiro blue

Ronaldinho Gaúcho, em entrevista ao site The Sun: “Frank Lampard é um grande jogador e estou feliz por ter tido a oportunidade de conhecê-lo e conhecê-lo em várias ocasiões dentro e fora do campo. Ele é meu amigo e adoro vê-lo jogar. Seria uma alegria para mim vê-lo em Barcelona”.

 

Ambos jogadores entraram para a história do futebol mundial. Foram jogadores que honraram a camisa, vestiram com raça o manto vermelho ou azul, fazem parte do seleto grupo de atletas que auxiliaram na evolução do futebol inglês, quebraram barreiras e recordes e, por fim, Steven Gerrard e Frank Lampard fizeram a alegria dos torcedores, que costumam chamá-los de “Um, em um milhão”, ou “Stevie G”, e “Super Frank Lampard”, respectivamente.

LEAVE A REPLY