Paul Barker / AFP

O ano era 2004 e uma das maiores promessas do futebol mundial acertava sua transferência do Everton para o Manchester United por 25 milhões e 600 mil libras, maior valor pago por um jogador com idade inferior a vinte anos. Muitos sentiriam o peso de vestir uma camisa de um gigante como o United, muitos demorariam a se adaptar com a pressão constante da torcida por títulos, mas Wayne Rooney não, e o atacante mostrou isso em sua estreia, quando marcou um hat-trick contra o Fenerbahçe, pela Uefa Champions League 2004-2005.

De promessa à realidade

Rooney conquistou uma Champions League em sua trajetória pelo Manchester United (Matthew Peters / Manchester United)

O tempo foi passando e Rooney foi mostrando que estava deixando de ser uma promessa e se tornando uma realidade. Logo em sua primeira temporada pelo clube de Manchester, mesmo ainda sem ganhar títulos, Rooney foi eleito o “Melhor Jogador Jovem do Ano” na Premier League. Na temporada seguinte, o atacante marcou 19 gols em 48 jogos pelo clube e conquistou os prêmios de “Jogador do Ano” do clube, em eleição feita com os próprios torcedores, e mais uma vez o de “Melhor Jogador Jovem do Ano” na Premier League.

Com a ajuda do grande desempenho do atacante, os títulos começaram a aparecer. Rooney conquistou sua primeira Premier League na temporada 2006-07, temporada qual marcou 23 gols em 55 jogos, sendo 14 pela Premier League. Na temporada seguinte, mesmo sendo atrapalhado por lesões, o atacante conquistou a tríplice coroa pelo clube, sendo campeão da Premier League, da Uefa Champions League e do Campeonato Mundial de Clubes da FIFA.

A melhor temporada de sua carreira

Wayne Rooney com o troféu da Copa da Liga Inglesa de 2009-10 (Getty Images)

Mesmo com o grande desempenho que já mostrava nos gramados e com os títulos conquistados, o auge da carreira de Wayne Rooney ainda estava por vir. Na temporada 2009-10, Rooney ganhou mais espaço com a venda de Cristiano Ronaldo para o Real Madrid, e realizou a melhor temporada de sua carreira, foram 34 gols em 44 jogos. Na Premier League, o atacante marcou 26 gols em 32 jogos pelos Red Devils, ficando a apenas três gols de Didier Drogba, artilheiro da competição na ocasião. Mesmo com o alto desempenho do atacante, o Manchester United terminou a temporada apenas com a conquista da EFL Cup.

A chegada à glória maior e o grande adeus

Rooney se tornou o maior artilheiro da história do Manchester United na última temporada (Reuters)

Wayne Rooney foi designado capitão do Manchester United na temporada 2014-2015, com as saídas de Nemanja Vidić e Patrice Evra do elenco. Em seu período como capitão dos Red Devils, o Shrek alcançou a marca de 500 jogos pelo clube, no dia 19 de Dezembro de 2015, em uma partida contra o Norwich City. Além disso, Wayne Rooney se tornou o maior artilheiro da história do Manchester United, marcando seu 250º gol pelo clube em uma partida contra o Stoke City, passando assim Sir Bobby Charlton e escrevendo de vez o seu nome na história dos Red Devils.

Mas como tudo na vida termina, a brilhante trajetória de Wayne Rooney pelo Manchester United também terminou. No último dia 9 de julho, foi anunciada sua transferência de volta ao Everton, após 13 anos. Rooney sai do clube de Manchester com 16 títulos conquistados, sendo quatro Supercopas da Inglaterra, três Copas da Liga Inglesa, uma Copa da Inglaterra, cinco Premier Leagues, uma UEFA Europa League, uma UEFA Champions League e um Campeonato Mundial de Clubes da FIFA. Rooney sai do clube com a certeza de dever cumprido e com o nome escrito pra sempre na história de um time pelo qual ele honrou e amou a camisa desde a sua estréia. Aos torcedores resta a saudade de seu eterno capitão e a esperança de que um dia ele volte ao clube, seja ainda como jogador, como dirigente ou mesmo como torcedor, sentado ao lado de Sir Alex Ferguson no Old Trafford.

SHARE

Paulistano, estudante de jornalismo na Fapcom e apaixonado por futebol.

1 COMMENT

LEAVE A REPLY