Você, provavelmente, não conhece Matt Bloomfield. Você, provavelmente, lembra-se remotamente de um clube com esse nome – o segundo nome, “Wanderers”, é bem familiar, o Bolton tem… Ah, o Wolverhampton tem também. Mas Bloomfield, os jogadores do Wycombe Wanderers e todos os outros das três divisões acima têm muito em comum: aceitar com louvor o sacrifício de ficar longe da família para jogar no tradicionalíssimo Boxing Day. Diferente da maior parte dos países, o futebol inglês não para no período festivo de dezembro. No entanto, se há o glamour de jogar nessa época por um grande clube e receber um grande salário, o que dizer dos jogos e jogadores nos cantos mais remotos do país, com salários que mal poderiam pagar metade do que recebe um Paul Pogba?

Por certo, as pessoas vão preferir assistir a rodada completa da Premier League do ligar para o modesto clube de Bloomfield, da região de Buckinghamshire (próxima a de Londres), que vai visitar o Pymouth Argyle no Boxing Day. Em coluna para o site da BBC Sport, o meio-campista faz um relato interessante do valor e dos sacrifícios que esse período exige de um atleta. Confira a tradução do PLBr abaixo:

O dia de natal está tomando um tom ligeiramente diferente pra mim este ano.

Nas últimas temporadas, nós tivemos sorte na programação das nossas partidas no período festivo – jogamos em casa em várias oportunidades, e nas vezes em que jogamos como visitantes, as viagens foram bem curtas.

Neste ano, vamos jogar em Plymouth, o que significa que vamos ter que passar a noite lá. Obviamente, vai ser muito difícil deixar minha menininha sozinha. Ela é meu mundo, e perder a chance de passar a maior parte do Natal com ela não será fácil.

Entretanto, somos profissionais e extramente sortudos de fazer o que fazemos pra viver. Como eu disse nesta coluna várias vezes antes, eu nunca me lamento nem me queixo, pois eu realmente amo meu trabalho, e aceito os sacrifícios que precisam ser feitos.

Não beber, regular a alimentação, observar a qualidade e se a quantidade de horas do meu sono é suficiente, trabalhar duro pra manter a forma física – todas essas coisas fazem parte do meu estilo de vida, e estão enraizadas em mim depois de tantos anos.

Haverá muitas pessoas em todo país no mesmo barco que nós no Natal. As enfermeiras e os serviços de emergência, cujos trabalhos são vitais, vão passar o Natal em lugares diferentes. Esses caras fazem isso ano após ano e fazem um trabalho incrível.

As brincadeiras das festas de fim de ano

Foto: Reprodução/Twitter/Matt Bloomfield

Dezembro é sempre um mês agradável, mas corrido, para os jogadores de futebol.

A tradicional Festa de Natal dos jogadores é geralmente a primeira atividade e é sempre um tema quente no vestiário. Tenho certeza que você já viu muitas fotos e vídeos nas mídias sociais de jogadores com alguma fantasia ou traje maluco numa cidade da Grã-Bretanha ou, muito ocasionalmente, mais longe.

Alguns rapazes ficam ansiosos pela Festa de Natal desde a pré-temporada, enquanto outros genuinamente não se importam tanto. Os que não bebem sempre vão, mas alguns rapazes precisam de um empurrãozinho pra mais uma ou duas noites longe de casa.

O sistema de multas está em vigor desde julho como uma forma de autodisciplinar a equipe, mas que também fornece os fundos para gastarmos na Festa. Alguém sempre se voluntaria pra fazer as ligações necessárias pra reservar os hotéis e baladas. 

Dando algo em troca

Jogadores do Wycombe visitam crianças no hospital (Foto: Divulgação/Wycombe Wanderers)

Visitas aos hospitais são outra parte das atividades que fazemos em dezembro.

É uma tarefa pelo clube que você nunca vai ouvir nenhuma reclamação ou resmungo.

A satisfação e o prazer genuíno que os rapazes adquirem a partir dessas visitas são puras.

Ver crianças num hospital é horrível, mas lhes dar um momento de felicidade para recordar é muito gratificante.

Espero que todos vocês tenham um ótimo Natal e um Feliz Ano Novo!

SHARE

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e apaixonado por futebol – especialmente o inglês. Co-administrador do site Premier League Brasil

LEAVE A REPLY